Novo horário do PPGEM

17 de março de 2015

Segunda, Terça, Quinta e Sexta.

13:30 as 17:30

Quarta

07:30 as 11:30

CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDO 2015 – RESULTADO

11 de março de 2015

Os candidatos selecionados devem comparecer à Secretaria do Programa, no dia 12/03/2015,  das 13h30 às 17h30, ou dia 13/03/2015, das 13h30 às 17h30, trazendo cópia do comprovante de residência (deve residir em Natal ou Região Metropolitana de Natal) e cópia da carteira de trabalho (comprovando que não possui vínculo empregatício), além dos dados bancários.

Para implantação da bolsa, é necessário ser TITULAR de Conta Corrente no Banco do Brasil.

Confira aqui o Resultado:

Ata dos resultados das bolsas de demanda social 2015

Seleção de alunos especiais 2015.1 – Resultado

10 de março de 2015

Confira, abaixo, a relação dos candidatos selecionados como alunos especiais do PPgEM, em 2015.1:

PEM0001 – TEORIAS DA COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA
JUCIANO DE SOUSA LACERDA
3T1234
4 créditos – 60h
——————————-
André Araújo da Silva
Andrea Gurgel de Freitas
Andressa Carvalho Vieira
Cícero Batista de Oliveira Júnior
Danilo Germano Lima
Jéssica Kelly Alves Martins
Paula Geórgia Viana Fernandes
Thiago Gomes Lopes
——————————–
PEM0002 – METODOLOGIAS DA PESQUISA EM COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA
LAURA FERNANDA CIMINO
6T2345
4 créditos – 60h
——————————
Anelly Virgínia de M. Medeiros Azevedo Ferreira
Angelo Marcio Fernandes de Sousa Filho
Arthur de Oliveira Rocha
Cíntia Bezerra da Hora
Dilson Florêncio Rodrigues
Elidiane Poquiviqui do Nascimento
Luciana da Costa Lopes
Mariana Pinto Góis
Nathália Zulmira Cavalcanti de Macêdo
Roberta Assunção Teixeira
——————————
PEM0010 – TÓPICOS EM COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA 1 – Linguagens midiáticas e processos de produção de sentido em mídias e redes digitais
TACIANA DE LIMA BURGOS
MICHAEL MANFRED HANKE
4T345
3 créditos – 45h
——————————
Josileide de Oliveira Franco
Luciana da Costa Lopes
Márcia Valéria Alves
Marília Graziela Oliveira da Silva
——————————
PEM0033 – SEMINÁRIOS EM COMUNICAÇÃO II – Aspectos da Comunicação contra-hegemônica
MARIA DO SOCORRO FURTADO VELOSO
MARIA ANGELA PAVAN
23456M3456 (07/04/2014 – 11/04/2014)
1 crédito – 15h
——————————
Bernardo Luiz Santana de França
Gustavo Farias Sixel
Lamonier Charles Souza de Araújo
Maria Emília Tavares Varela Cavalcanti
Raquel Assunção Oliveira

PEM0002 – METODOLOGIAS DA PESQUISA EM COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA

Marcelo Bolshaw Gomes

6T2345

4 créditos – 60h

——————————

Carolina Aires Mayer

Fernanda Lourena Pereira Soares

Italo Roberto de Amorim Souto

João Aureliano de Almeida Medeiros

Vivianne Limeira Azevedo Gomes

——————————

PEM0015 – CORPO E COMUNICAÇÃO

Allyson Cavalho de Araújo

2T2345

3 créditos – 45h

——————————

Bruna Priscila Leonízio Lopes

Everton José Barbosa de Oliveira

Larissa Caroline de Lima Paraguassú

——————————

PEM0019 – ECONOMIA POLÍTICA DA MÍDIA

Marioa das Graças Pinto Coelho

4T234

3 créditos – 45h
——————————

Alexandre Ferreira Mulatinho

Joabson Bruno de Araújo Costa

Jorge Carlos de Andrade Júnior

——————————

Antigas ou novas mídias: o ensino de Jornalismo repaginado?

6 de março de 2015

A Revista Brasileira de Ensino de Jornalismo (REBEJ), uma publicação
científica do Fórum Nacional de Professores de Jornalismo (FNPJ), está
aberta para o envio de artigos, ensaios, relatos de experiências, resenhas e
entrevistas para sua primeira edição de 2015 (volume 5, número 16).

As contribuições envolvem o tema: ‘Antigas ou novas mídias: o ensino de
Jornalismo repaginado?’. A REBEJ também recebe produções em fluxo contínuo
que abordam o ensino do Jornalismo em suas diversas perspectivas.

O prazo para o envio de produções encerra-se em 10 de abril de 2015.
_________________________________________
Revista Brasileira de Ensino de Jornalismo (REBEJ)
http://www.fnpj.org.br/rebej/ojs/index.php/rebej

Retificação do Edital de bolsas

5 de março de 2015

Lançado o Edital 001/2015 do PPgEM, retificado, que fixa as normas para concessão de Bolsas para o Mestrado do PPGEM para o ano de 2015.

Edital de bolsa PPGEM – Retificado

Disciplinas do semestre 2015.1

4 de março de 2015
Ano Período Docente(s) Tipo Modalidade Situação Horário Local Mat./Cap.
PEM0015 – CORPO E COMUNICAÇÃO (PÓS-GRADUAÇÃO)
2015.1 Turma 01 ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO (45h) REGULAR Presencial ABERTA 2T234 sala H-3 5/25 alunos
PEM0019 – ECONOMIA POLÍTICA DA MÍDIA (PÓS-GRADUAÇÃO)
2015.1 Turma 01 MARIA DAS GRACAS PINTO COELHO (45h) REGULAR Presencial ABERTA 4T234 sala E-3 12/25 alunos
PEM0022 – ESTÁGIO DOCÊNCIA EM ESTUDOS DA MÍDIA I (PÓS-GRADUAÇÃO)
2015.1 Turma 01 MARIA DAS GRACAS PINTO COELHO (30h) REGULAR Presencial ABERTA 7N34 a designar 7/35 alunos
PEM0024 – ESTÁGIO DOCÊNCIA EM ESTUDOS DA MÍDIA II (PÓS-GRADUAÇÃO)
2015.1 Turma 01 MARIA DAS GRACAS PINTO COELHO (30h) REGULAR Presencial ABERTA 7N12 a designar 4/25 alunos
PEM0016 – FOLKCOMUNICAÇÃO, MÍDIA E CULTURA POPULAR (PÓS-GRADUAÇÃO)
2015.1 Turma 01 MARIA ERICA DE OLIVEIRA LIMA (45h) REGULAR Presencial ABERTA 5M345 sala H-6 3/25 alunos
PEM0002 – METODOLOGIAS DA PESQUISA EM COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA (PÓS-GRADUAÇÃO)
2015.1 Turma 01 MARCELO BOLSHAW GOMES (60h) REGULAR Presencial ABERTA 6T1234 sala G-2 18/25 alunos
PEM0003 – SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO I (PÓS-GRADUAÇÃO)
2015.1 Turma 01 VALQUIRIA APARECIDA PASSOS KNEIPP (45h) e ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO (45h) REGULAR Presencial ABERTA 2M234 a designar 15/20 alunos
PEM0005 – SEMINÁRIO DE ORIENTAÇÃO III (PÓS-GRADUAÇÃO)
2015.1 Turma 01 ALLYSON CARVALHO DE ARAUJO (45h), JUCIANO DE SOUSA LACERDA (45h), TACIANA DE LIMA BURGOS (45h), MARIA HELENA BRAGA E VAZ DA COSTA (45h), VALQUIRIA APARECIDA PASSOS KNEIPP (45h), JOSIMEY COSTA DA SILVA (45h), MARIA DAS GRACAS PINTO COELHO (45h), MARCELO BOLSHAW GOMES (45h), SEBASTIAO GUILHERME ALBANO DA COSTA (45h) e MARIA ERICA DE OLIVEIRA LIMA (45h) REGULAR Presencial ABERTA 3M234 a designar 19/20 alunos

Seminário Temático I: Meios de Comunicação e Realidade Social – Linha de Pesquisa “Complexidade, Cultura, Pensamento Social

2 de março de 2015

Está sendo oferecida vagas aos alunos do PPGEM na disciplina – Seminário Temático I: Meios de Comunicação e Realidade Social – Linha de Pesquisa “Complexidade, Cultura, Pensamento Social” – que será ministrada pela Professora doutora Josimey Costa da Silva no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais – PPGC/UFRN.

O período de inscrição começou no (01.03) para os alunos regulares da UFRN.

PERÍODO DE MATRÍCULAS (ON LINE) PARA ALUNOS REGULARES DA UFRN: 01 a 03/03/2015. Local: www.sigaa.ufrn.br

PERÍODO DE INSCRIÇÃO DE ALUNOS ESPECIAIS: 03 e 04 de março de 2015, das 08h-12h e das 14h-17h. Local: Secretaria do PPGCS-UFRN (Sala 430 do CCHLA).

Convite a Palestra A comunidade irrepresentável: introdução a uma ontologia comunicacional

2 de março de 2015

download

Data – 11/03/2015

local – Auditório B do CCHLA

Hora – 14:30

A comunidade irrepresentável: introdução a uma ontologia comunicacional
Maurício Liesen1

Pensar teoricamente a comunicação é encarar um desafio fundamental: a diluição dos seus principais conceitos na fala cotidiana. Mídia, comunidade e comunicação são palavras que todos usam e que, quando usadas, todos sabem bem do que se tratam. Mas quando se é instado a defini-las, surgem tantas conceituações diferentes e – na maioria das vezes – concorrentes, que

tal tarefa parece impossível. Essas palavras ganham ares de uma totalidade perigosa que devora qualquer coisa ou fenômeno. Com isso, perdem a sua força descritiva ou figurativa. Para uma teoria da comunicação, assumir essa indistinção sob o sedutor discurso de uma pluralidade interdisciplinar é, ao mesmo tempo, assinar seu atestado de óbito. Deixar que esses três conceitos fundamentais – medium, comunidade e comunicação – permaneçam na penumbra da indefinibilidade é relegá-los ao segundo plano. Melhor mesmo seria esquecê-los.

Uma alternativa face ao embaralhamento conceitual e à propagada falta de um cânone teórico na Comunicação seria descascar essas camadas semânticas a partir de um estudo histórico-conceitual. E, para isso, a filosofia – como a grande fonte e repositório do pensamento ocidental – pode fornecer um instrumentário capaz não apenas de evitar o esquecimento pela indefinição, mas de propor outros caminhos que renovem o pensamento sobre o fenômeno comunicacional com um novo vocabulário.

Nesta apresentação, gostaria de abordar como o conceito de comunidade foi tematizado, problematizado e transformado pela filosofia, principalmente a partir da segunda metade do último século, por autores como Georges Bataille, Maurice Blanchot, Jean-Luc Nancy e Roberto Esposito. O objetivo é aproximar essas reelaborações conceituais ao debate teóricocomunicacional para demonstrar não apenas como o conceito de comunidade é fundamental para a constituição de uma ontologia comunicacional, mas também para refrescar as posições de uma teoria da comunicação para além dos meios e das mediações.

Como conceito, a palavra comunidade foi envolta por incontáveis camadas semânticas durante o último século: do comunismo marxista e a sua noção de comunidade constituída por indivíduos produtores (o fundamento do ser humano é a produção através do trabalho e, portanto, os indivíduos constituem uma coletividade via trabalho); passando pelo par opositor sociedade-comunidade, que se reflete em outros tantos pares como cidade-campo, estruturas complexas-estruturas simples, individualismo-coletivismo; até à perigosa nostalgia ilusora de uma comunidade ancestral ligada ao sangue e à terra – presente no pensamento fascista.

Mas essas concepções de comunidade foram questionadas pelo pensamento pós-guerra da segunda metade do século passado. O escritor e filósofo francês Georges Bataille, com seu diálogo intenso com as obras de Hegel e Nietzsche, inaugurou uma outra forma de expor a comunidade a partir do seu limite, para além da noção de identificação. Para Bataille, a comunidade não pode ser entendida como um trabalho a ser produzido ou como uma comunhão perdida, mas como um espaço da experiência do fora-de-si.

Contudo, este conceito de comunidade em Bataille deixa-se apenas deduzir a partir da sua reelaboração do conceito de comunicação, espalhado em suas principais obras, como A Experiência Interior (1943), Sobre Nietzsche (1945) e O Erotismo (1957). Coube ao escritor e teórico Maurice Blanchot e, principalmente, ao filósofo Jean-Luc-Nancy, a garimpagem e lapidação deste

conceito que instaurou um debate revigorado sobre o ser-(em-)comum a partir de um diálogo entre Bataille e Heidegger – via Nancy, principalmente em suas obras A comunidade inoperante (1983), Ser singular plural (1996) e A comunidade afrontada (2001) e Bataille e Levinas – via Blanchot, principalmente em suas obras A conversa infinita (1969) e A comunidade inconfessável (1983). Mais tarde, o filósofo italiano Roberto Esposito retoma este tema com a sua sistematização e o confrontamento histórico das acepções de comunidade em Hobbes, Rousseau, Kant, Heidegger e Bataille, em seu livro Communitas: origem e destino da comunidade (1998).

Assim, essa palestra propõe empreender uma breve incursão neste diálogo iniciado por Georges Bataille, desenvolvido por Jean-Luc Nancy, correspondido por Maurice Blanchot e retomado por Roberto Esposito, para aproximá-lo aos conceitos de comunicação e de medium. Com isso, busca-se apresentar uma outra abordagem do conceito de comunidade, capaz de figurar não uma comunicação como comunhão, mas como ex-posição, como abertura àquilo que instaura a coexistência e o sentido.

¹Maurício Liesen é pós-doutorando da Universidade de São Paulo e pesquisador associado do Núcleo de Estudos Filosóficos da Comunicação (FiloCom). Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (2014), mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2010) e graduado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (2007), entre 2012 e 2014 ele também atuou como pesquisador visitante do Instituto de Artes e Media da Universidade de Potsdam, Alemanha. E-mail: mauricioliesen@usp.br. Homepage: mauricioliesen.wordpress.com.