Circuitos da economia urbana: arranjos espaciais e dinâmica das feiras livres em Natal-RN

Thiago Augusto Nogueira Queiroz, Francisco Fransualdo de Azevedo

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar a geograficidade, ou seja, a dialética entre o arranjo espacial e a dinâmica socioeconômica das feiras livres em Natal, relacionada com os circuitos da economia urbana. Nessa análise, o arranjo espacial se refere a configuração territorial, a distribuição, a localização, a espacialização das feiras livres.  A dinâmica socioeconômica é um conjunto de variáveis econômicas, políticas e culturais intrínsecos  ao fenômeno estudado. Os dois circuitos da economia urbana se constituem em dois sistemas indissociáveis, contraditórios e solidários. Através de uma pesquisa documental e pesquisa de campo constata-se que há uma situação geográfica de solidariedade e conflito entre os circuitos da economia urbana nas feiras livres de Natal.


Palavras-chave


Geografia Econômica

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .